quarta-feira, 2 de junho de 2010

Marketeiros espirituais

A vida ministerial de Jesus e de seus Apóstolos foi marcada pela discrição e humildade, virtudes que parecem ausentes na vida de muitos "pastores" dos dias de hoje.

Estranha-me, em alguns dos cultos televisionados, a forma arrogante com que muitos líderes tratam a questão da cura, atribuindo até mais unção de Deus em suas vidas e ministérios. Há um televangelista, que se intitula "apóstolo", a quem as ovelhas do seu rebanho buscam tocá-lo, por acreditarem que receberão alguma benção especial da parte de Deus. Isto caracteriza uma atitude idólatra, que deveria ser combatida por quem se diz ser servo e sacerdote de Deus.

Este tipo de marketing pessoal e/ou ministerial é certamente condenado pelas Escrituras Sagradas.

Lembro-me de algumas passagens biblicas que ratificam o meu pensamento.

Veja o que disse Jesus, logo após ter liberto um homem possesso de demônio: "Volta para tua casa, e conta tudo quanto Deus te fez" (Lucas 8:39a). Observe que, nesta passagem bíblica, Jesus não pediu ao homem para anunciar aos outros que Ele (Jesus) tivera operado aquele milagre. Com isto, aprendemos que Jesus (ser divino em sua essência e substância), buscou unicamente a glória do Pai, quando esteve aqui na terra. Foi por esta razão que Jesus também falou: "Quem fala por si mesmo busca a sua própria glória; mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça" (João 7:18)

No tocante aos Apóstolos de Cristo, observe o que falou Pedro àqueles que viram Deus usá-lo (juntamente com João) para curar um coxo de nascença; "E quando Pedro viu isto, disse ao povo: Homens israelitas, por que vos maravilhais disto ? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem ?" (Atos 3:12)

Disse João: "É necessário que ele cresça e que eu diminua" (João 3:30)

Aos fariseus, que eram gananciosos, disse-lhes Jesus: "Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações; porque o que entre os homens é elevado, perante Deus é abominação" (Lucas 16:14-15)

Disse o Apóstolo Paulo: "Porque não é aprovado aquele que se recomenda a si mesmo, mas sim aquele a quem o Senhor recomenda" (2 Coríntios 10:18)

Fernando Sampaio

Reações:

0 comentários: